Mensagem aos estudantes de arquitetura

Resolvi comprar o Mensagem aos etudantes de arquitetura – novamente de Le Corbusier – há pouco tempo. É um livrinho curto, de umas 70 páginas e de leitura tão rápida e fluida que resolvi anotar no meu caderno algumas passagens importantes para não me esquecer depois de guardá-lo na estante.

Aqui vão algumas delas:

“A técnica e a consciência são as duas alavancas da arquitetura sobre as quais se apóia a arte de construir.

Apenas os jovens são suficientemente livres e ainda desinteressados para poder construir a força reunida em torno dessa arquitetura renascente.

Arquitetura e urbanismo agem efetivamente sobre todos os gestos do homem. Arquitetura em tudo: sua cadeira e sua mesa, suas paredes e seus quartos, a escada ou o elevador, a rua, a cidade. Encantamento ou banalidade, ou tédio. E até o horror é possível nessas coisas. Beleza ou feiúra. Felicidade ou infelicidade. Urbanismo em tudo, desde que se levantou da cadeira: lugares de sua casa, lugares do bairro; o espetáculo público de suas janelas; a vida da rua; o desenho da cidade. Vocês estão vendo que não há um único instante em que se possa faltar cuidado, ternura.

O poder da invenção, da criação permite dar o mais puro de si para levar a alegria ao outro, a alegria cotidiana dentro de suas casas.

A técnica é futo da razão e do talento. Mas a consciência depende do caráter. Aqui, trabalho interior, lá, exercício sábio.

O estudo da tradição não fornece fórmulas mágicas de resolver os problemas contemporâneos da arquitetura. (…) Cabe a nós enxergar com clareza e encontrar a saída.

A tradição é um objeto de estudo, e não de exploração.

A natureza, a consciência, as artes são para nós, um convite à reflexão. Essa é a unidade que devemos captar. “

Anúncios

Um comentário sobre “Mensagem aos estudantes de arquitetura

  1. bom mesmo esse livrinho neh Alice?
    bem vinda de volta a blogosfera,
    agora uma pergunta, quando Corbusier ala que so os jovens podem fazer algo melhor, isso se aplica a ele tambem em Chandigard (onde ele so foi uma vez) ou mesmo no predio da ONU em NY quando ele “roubou” a solucao do jovem Niemeyer?

    Curtir

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s